A polêmica dos Parabenos nos Cosméticos

A polêmica dos Parabenos nos Cosméticos. Neste post vamos saber mais sobre os parabenos, afinal é sempre bom estar bem informada. Para saber mais, leia o post completo.

 

A polêmica dos Parabenos nos Cosméticos

 

Olá meninas, tudo certo?

 

Vocês já devem ter ouvido falar dos Parabenos…eles estão descritos na fórmula de vários produtos.
Hoje vamos esclarecer algumas dúvidas como: o que são, o que fazem, se fazem mal a saúde, porque que ele é proibido em alguns países, etc.

Parabenos o que são?

Os Parabenos são conservantes sintéticos, ou seja, são fabricados em laboratórios, eles evitam a contaminação por microrganismos nos cosméticos e outros tipos de produtos, inclusive em alguns alimentos.
Os Parabenos são muito usados em produtos cosméticos como: cremes hidratantes, condicionadores, máscaras capilares, desodorantes, loções, esmaltes, óleos, produtos infantis, perfumes, tinta de tatuagem, cremes de barbear, entre outros.
Os tipos mais comuns encontrados nas fórmulas, são os: metilparabeno, etilparabeno, propilparabeno e butilparabeno. São muito usados pelas fábricas, por ser um bom conservante de produtos e devido ao seu baixo custo (muito barato), maximizando assim os lucros.

A polêmica dos Parabenos nos Cosméticos

A polêmica dos Parabenos nos Cosméticos

A polêmica começou a partir de um estudo científico independente realizado em 2004, onde cientistas encontraram concentrações de parabenos em tecidos de tumores em 18 de 20 que estudaram, comprovando que tal substância estava envolvida com a doença. Os tumores eram mamários e de mulheres que usavam antitranspirante contendo os parabenos. Porém diversos pesquisadores não concordam com esta ligação entre os parabenos dos cosméticos e o câncer de mama. Criticaram a metodologia da pesquisa e outros fatores, mostrando que existem falhas no estudo. Mas isso já foi suficiente para iniciar uma discussão sobre a segurança desses conservantes, e associa-los a casos de câncer de mama.

Os estudos continuaram desde então por outros grupos de pesquisas, mas com resultados diferentes. Algumas pesquisam mostram que os parabenos podem ser tóxico para as células e que em contato com pele são absorvidos, depois ele vai para as glândulas e logo após para a corrente sanguínea, sendo interpretado pelo nosso sistema endócrino como estrogênio, porque os parabenos no organismo se comportam da mesma forma que o estrogênio (hormônio feminino). O excesso de estrogênio no organismo pode gerar problemas como: depressão, ansiedade, baixa libido, inchaço devido à retenção de líquidos, falta de concentração, câncer de útero e de mama. Em gestantes, corre o risco de má formação do feto.

Mas de acordo com o estudo publicado em 1998, alguns estudos afirmam que nem todos os parabenos possuem a mesma atividade estrogênica, por exemplo o metilparabeno que é um dos mais usados nas fórmulas.

Outros estudos mostram, que o consumo de produtos que possuem parabenos pode causar alergias cutâneas e o envelhecimento precoce da pele.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) afirma que as fórmulas comercializadas atualmente no Brasil e que que usam os parabenos como conservantes, estão sob controle, pois apresentam quantidade dentro dos limites estabelecidos. As concentrações máximas são de 0,4% para cada parabeno individual e no máximo 0,8% de parabeno no total do produto. Nota publicada pela Anvisa “Muito se especula acerca de diversos componentes cosméticos e sua segurança, porém sem nenhum fundamento científico ou afirmação plausível”.

Segundo o Comitê Científico da União Européia de Segurança ao Consumidor, dois parabenos são seguros se usados nas concentrações liberadas: metilparabeno e o etilparabeno.

A Agência Internacional pelo Estudo do Câncer (IARC), que faz parte da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirma que não existem provas concretas que possam relacionar os parabenos com o desenvolvimento de câncer.

Em alguns países no exterior, o movimento “anti-parabenos” ganhou mais força. Na Dinamarca, o uso da substância em produtos para crianças, foi proibido. Aqui no Brasil a polêmica foi tão grande que, apesar da substância não ter sido proibida pela ANVISA, como foi o caso no formol a alguns anos, várias marcas de cosméticos começaram a retirar os parabenos da composição e substituir por outros tipos de conservantes.
Hoje é mais fácil encontrar no mercado produtos livres de parabenos, principalmente na internet em lojas virtuais de produtos naturais.

Se você gosta de estar bem informada sobre cosméticos, com certeza vai gostar deste post: Petrolatos nos produtos de cabelos fazem mal?

Conclusão

Como não existe nada 100% comprovado que os parabenos fazem mal, eles continuam a fazer parte das fórmulas dos nossos produtos, porém devido à polêmica sobre estes conservantes, muitas pessoas preferem se prevenir e usar produtos livres de parabenos.
Aqui estão algumas marcas de produtos naturais, livres de conservantes químicos:

Ikove
Sal da Terra Saboaria
Matriz Natural

Esse é o post de hoje meninas, espero que seja útil.

Um super beijo!
Júlia Doorman

4.5/5 - (35 votes)

20 thoughts on “A polêmica dos Parabenos nos Cosméticos

  1. Quando um produto é livre de parabenos, que tipo de conservante colocam no lugar e de que forma eles atuam no nosso organismo? Já ouvi falar que, quando tiram determinadas substâncias polêmicas de alguns produtos, colocam outras que ainda não tem um controle tão rígido e, dependendo da substância, pode ser pior. O que acham?

  2. Legal a informação, fica bem a critério do consumidor usar ou não produtos com parabenos, já que não se tem um consenso da comunidade científica. Julia, teria como informar as fontes dos estudos citados na matéria? O de 2004 e o de 1998, fiquei curiosa para lê-los na íntegra. Obrigada!

  3. Ai que triste. Já é tão difícil encontrar produtos sem petrolatos, e agora vejo mais isto… E hoje mesmo estava olhando a fórmula da máscara hidrata da Haskell e tem parabenos.

  4. Oi Ju!
    Já era viciada no seu canal do YouTube, agora nao consigo desgrudar do seu canal rsrs… A minha pergunta é: essa mascara da pantene diz que tem methylchloroisothiazolinone e methylisothiazolinone mas parabeno nao tem não isso é a meama coisa??? Bjus

  5. Suas matérias são diferenciais, além de expor sua experiência pessoa com o produto(como em algumas avaliações de cosméticos), você traz também uma visão mais científica e química de modo geral, esse ponto sim é diferencial em relação à outros blogs. Um conselho: acrescentaria ainda mais credibilidade às suas matérias se você informasse no final as fontes (artigos, revistas, sites, etc) de onde retirou as informações mais científicas.
    Sou homem (e HETEROssexual); parabenizo seu trabalho nesse blog e a cada dia minha estima por ele tem aumentado devido a relevância e profundidade (maior do que a maioria dos outros blogs) das matérias publicadas.

  6. Boa noite, eu uso somente produtos sem parabenos no meu cronograma, mas me deu vontade de fazer selagem sem formol, pedi a foto do produto para a cabeleireira e vi que possui parabenos, será que pode ser prejudicial fazendo apenas uma vez no ano?

Deixe um comentário