TRICOTILOMANIA: arrancar os fios de cabelo é uma doença!

TRICOTILOMANIA: arrancar os fios de cabelo é uma doença!…neste post, vamos falar desse assunto pouco abordado, é sério, mas tem tratamento. Leia mais!

 

 

TRICOTILOMANIA: arrancar os fios de cabelo é uma doença!

 

Oi lindonas, tudo bem co vocês?

 

Hoje eu trouxe um assunto sobre queda capilar!…

Um hábito muito comum, mas que muitas pessoas não levam a sério, pensam que é apenas um costume, um hábito inofensivo e não fazem nada a respeito.
Conhecida como Tricotilomania esse distúrbio é uma doença, onde a pessoa arranca os próprios fios de cabelos, esse hábito se enquadra como transtorno do controle dos impulsos.

Tricotillomania

O problema é mais comum do que parece, eu mesma conheço várias pessoas com esse hábito, elas não aceitam que é uma doença e por isso não procuram ajuda. Na maioria da vezes associam a outros gestos de estresse e ansiedade como, roer as unhas, balançar as pernas, morder os lábios, etc…e acham o costume super normal.

Acredita-se que até 4% da população tem esse problema e as mulheres são até 4 vezes mais propensas a desenvolver o quadro do que os homens.

female hand holding her hair

Esse comportamento compulsivo, muitas vezes associado a quadros de stress, depressão e ansiedade, leva a pessoa a puxar e remover os fios do próprio cabelo. Muitas pessoas brincam com os fios, enrolam nos dedos e jogam fora, outras colocam o fio na boca e engolem, neste caso o distúrbio é conhecido como de tricofagia.
As complicações de saúde neste caso podem ser bastante severas, pode levar a vômitos, dores abdominais, sangramentos internos e obstruções gastrointestinais graves, que exigem intervenção cirúrgica, inclusive com risco de morte caso não seja diagnosticada a tempo.

Como começa o problema?

Algumas pessoas começam a arrancar os fios desde crianças, outras depois de uma certa idade, depois de um acontecimento estressante e traumático, ou simplesmente desenvolvem esse hábito por estresse do dia a dia, no trabalho por exemplo.

A pessoa com Tricotilomania, não reconhece que tem a doença e tenta justificar o motivo. O tricotilomaníaco sente necessidade em arrancar fios brancos, finos, grossos, irregulares, ou seja, a pessoa arranja uma desculpa para arranca-los. Quando ela arranca o fio irregular (segundo ela), se sente aliviada e enquanto isso não acontece, o fio a incomoda, ela fica ansiosa até arrancá-lo, essas sensações tem semelhanças com vício.mao-puxando-fio-de-cabelo-tricotilomania

Esse ato acontece inconscientemente, ou seja, bem naturalmente enquanto a  pessoa conversa, assiste televisão ou lê um livro. Com o tempo arrancando os fios, a redução no volume e falhas no couro cabeludo são notadas, mas a pessoa não consegue parar, mesmo sabendo que esta ficando calva.

Muitas se sentem constrangidas pelos amigos e família, que não sabem que o distúrbio é involuntário, assim não procuram ajuda e o problema se agrava.

Algumas até procuram um médico, para tratar a alopecia ou falhas no cabelo e sentem vergonha em contar que foram elas mesmas que arrancaram os fios, desta forma o problema fica sem solução.

 

 

O caso é serio, não é brincadeira, não é por querer, não é um hábito saudável e tem tratamento!

Tricotilomania Tratamento

O primeiro passo é reconhecer a doença, pois ela tem tratamento!

O tratamento mais indicado é a terapia cognitivo-comportamental, realizada por psicólogos especializados, que trabalham na terapia substituir a resposta automática de puxar os fios por comportamentos considerado inofensivos. Na maioria dos casos o tratamento psicológico já apresenta resultados muito satisfatórios.

Nos casos severos ou associados a outros distúrbios, é preciso buscar um tratamento psiquiátrico, com administração de antidepressivos e outros medicamentos relacionados.

Trichotilomania

Para acelerar a recuperação das áreas calvas do couro cabeludo, um produto muito indicado pelos médicos dermatologistas é Minoxidil, que estimula os folículos na produção dos novos fios. O tratamento dura pelo menos 6 meses, veja mais detalhes sobre o produto aqui: Minoxidil resultados e efeitos colaterais….e use apenas com indicação médica.

Se o cabelo esta com falhas muito grandes, uma dica é usar próteses capilares, até que o problema seja solucionado.

Algumas pessoas não sabem que tem esse distúrbio e quando descobrem, conseguem perder o hábito sozinhas, mas na maioria dos casos, ou nos casos avançados, o correto mesmo é procurar um médico e contar o problema.

 

Então é isso meninas!

espero que tenham gostado de saber mais sobre esse assunto…

se você tem esse problema ou conhece alguém, comente aqui embaixo e indique esse post para ajudar essa pessoa.

Um grande beijo e fiquem com Deus!

Julia Doorman

 

4.8/5 - (139 votes)

41 thoughts on “TRICOTILOMANIA: arrancar os fios de cabelo é uma doença!

  1. Olá Ju nossa serio esse problema ne que bom vc trazer esse assunto para mais conhecimento a um tempo atras passou uma novela na Globo malhaçao foi antes dessa que está passando agora e tinha uma personagem que quando ficava nervosa ou triste ela fazia isso só que eu me lembre eles não abordaram esse assunto acredito que se houve pessoas nessa situação der repente podem ate ter achado normal ne que legal vc falar desse tema tomara que pessoas que estejam passando por isso consigam reconhecer e ficar bem fica com Deus Bjinhoss.

    1. Oi gurias tenho 34 anos e arranco desde os 13, o texto está correto, e nos anos 90 não tinha nome, existiam apenas pesquisas no Hospital de Clinicas, passei por muitos psicólogos, psiquiatras, medicação, mas consegui contornar a situação sozinha mesmo, meus dedos doíam muito, tinham calos, meus dentes ficaram com falhas (triturava o fio com os dentes) , tudo resultado de muita ansiedade. Nada fácil no tempo em que não se sabia que bulling era um problema, trico uma doença. As vezes tenho crises, mas estou bem melhor, pois quando adolescente eu nao hinha cabelo nenhum. Fica aqui o meu apoio para quem tem o problema, e meus parabéns pela abordagem do assunto, pois não se tem muito material para pesquisas na internet, pois não há muitos especialistas no assunto.

      1. Oi lindona, obrigado pelo carinho em compartilhar aqui…
        fico muito feliz em saber que você está melhor e tenho certeza
        que você vai se recuperar por completo ❤️❤️ beijos e fique com Deus

  2. Doença? MEU DEUS! Minha prima tem 13 anos, aos 11 á 12 anos começou a arrancar o cabelo, porque ela achava “legal” e dizia que era uma dorzinha relaxante. Felizmente ela parou com esse habito, mas infelizmente os fios de cabelos no topo da cabeça estão todos curtos já que estão crescendo.
    Nunca pude imaginar que isso era uma doença.
    Adorei o post, super interessante!
    PARABÉNS!
    Beijos

    1. Nossa flor!
      é bom saber que é um distúrbio,
      minha mãe arrancava apenas os fios grossos e não
      admitia quando a gente chamava a atenção dela,
      que bom que gostou do post, bjus

  3. Nossa eu não sabia que isso fosse uma doença,mas ainda bem que tem tratamento. Jú eu não tenho isntagram e nem facebook por isso não te acompanho por lá minha linda mais estou pensando em ter um instagram só para te ver mais minha miss um beijo no seu coração!

  4. Julia estou tomando vita mulher (sei que não a pergunta n tem nada a ver com o post), não é especificamente para cabelos, mas tem vitamina A zinco entre outras, gostaria de saber se ele também vai ajudar meu cabelo de alguma forma? Desde já obrigada

  5. Juliaaa, to desesperada, me ajudaaa
    Deixei uma mascara no cabelo por 30 minutos, e só depois fui ver que no pote dizia para deixar 3 minutos, agora meu cabelo ta super ressecado, será que ele vai voltar ao normal quando eu for lavar? Isso aconteceu hoje, por isso ainda não lavei. Tem alguma dica?

  6. Conheci o blog a uns três meses e virei fã das receitinhas e dicas passadas. Comecei a fazer o cronograma capilar depois de ver tantas dicas e esse cabelo maravilhoso. Faço a pouco menos de um mês e já notei diferença no meu cabelo. Mas ainda tenho um problema que me incomoda demais… Eu aplicava henê no cabelo, mas a poucos anos parei e deixei meu cabelo crescer e fui cortando aos poucos, mas ainda resta uns dois palmos de fios com henê. E aí que está meu problema. Meu cabelo natural, mesmo sendo liso tbm, é mais cheio, então fica aquela diferença gritante de divisão quando muda pro cabelo com henê, e é horrível. Queria saber o que posso fazer para manter meus fios todos alinhadinhos, mais lisos e mais sem o bendito volume, assim como fica o efeito do henê. Ja me indicaram fazer progressiva, mas tenho muito medo de estragar meu cabelo, ja ouvi casos de quem tinha cabelo liso e fez progressiva, e deixou de ter o cabelo liso depois (não sei se procede isso realmente).
    Amo os cabelos lisinhos/escorridos e sem volume, e queria muito uma solução para deixar os meus assim tbm.
    Abraços

  7. Oi Ju ! Com vai ? Eu te conheci á pouco tempo e acabei achando maravilhoso seu blog !
    Nossa eu super ameeeeeeeeeeei essa matéria ! Foi realmente pra mim !!!
    Faz mto tempo mesmo que eu tenho esse péssimo hábito .Não sei como parar , qndo me dou conta já retirei várias mechas e fios de cabelo É em qualquer hora e situação .
    Eu sou bem calva na parte de trás e tenho várias falhas sem falar que ele é bem pouquinho .
    A sensação é essa mesmo que abordou na matéria , mas depois bate um enorme arrependimento .Gostaria de ter um cabelo bonito e esse distúrbio acaba atrapalhando o desejo de ter um cabelo saudável .Gostaria de saber se além do Minoxidil qual vitamina você recomendaria entre Pantogar , Imecap ou Pill Full ??
    Obrigada pela matéria .Bjossssss

  8. Oi Júlia, eu tenho essa doença! Não faço nenhum tratamento, mas tenho mania de tirar uns fios que tenho em um lado da cabeça (lado direito), ali tenho uns fios que são meios estranhos, eles são grosso e fino no mesmo fio, já fui em alguns cabeleireiros para saber porque tenho esses fios, mas ninguém soube me responder, porque é só em um lado da cabeça, aí fico procurando eles para arrancar… Mas estou tentando parar de arranca-los… Beijinhos

  9. oi, eu tenho esse hábito de arrancar os fios do meu cabelo, mas tiro aqueles que estao grosso ,no final percebo que com isso o meu cabelo tem mais facilidade de queda,e vive diminuindo o volume, me ajude!

  10. Olá Júlia!
    É a minha primeira vez no seu blog e estou adorando cada dica.
    Me identifiquei com o seu post, pois eu sofro desse distúrbio desde a adolescência e não sei porque comecei. Hoje estou com 28 anos e ainda arranco os cabelos… fico lá escolhendo os fios mais grossos e arranco. Nunca procurei um profissional mesmo sabendo da gravidade… talvez seja por eu ter muuuuuuito cabelo e não ter aparecido falha nenhuma… já tentei parar de arrancar mas sem sucesso.. bom é isso… bjinhos

  11. Olá Julia!!!! Parabéns por trazer essa matéria. Quando tinha 15 anos, comecei a fazer exatamente o mesmo quando assistia a televisão, eu selecionava cuidadosamente os fios e depois arrancava e isso era super relaxante. Até um dia que li um artigo numa revista, foi aí que notei que era o que eu estava fazendo. Como foi logo no inicio, consegui parar. Por isso achei sua meteria muito importante, pq de fato as pessoas nem sabem o que elas estão fazendo até tomarem conciencia que isso não é brincadeira. Obrigada!!! Bjs…

  12. Ai meu Deus gente eu tenho uma filha 4 anos ela pucha o cabelo e rói unhas ela faz isso desde que tinha 3 anos o cabelo dela e um lado pequeno e outro grande não sabia que era uma doença 🙁 e agora o quê eu faço me ajudem

  13. Isso é muito sério…
    Eu já passei por isso.. As vezes ainda me pego mexendo no cabelo… Sempre foi muito difícil de conversar com alguém sobre isso, acredito que não seja por não aceitar que é una doença e sim porque o cabelo mexe muito com nossa autoestima e da muita vergonha se abrir.. No meu caso eu procurei ajuda prificional, mas não consegui me abrir de verdade. Estou fazendo de tudo pra ter meu cabelo de volta, tive a ajuda da minha família.. Acho que a melhor ajuda é tentar recuperar a autoestima de quem passa por isso, repressões não adianta, pq a gente não consegue sozinha e as vezes piora quando alguem chama nossa atenção parece que deixa a gente ainda mais nervosa.. Eu to usando o crece pelo, to amando o resultado.. Meu cabelo já cresceu bastante, é uma luta diaria.
    Adoro seus vídeos Ju, ajuda muito, vejo todos… Seu trabalho é muito legal, parabéns ..

  14. Eu sofro desse distúrbio infelizmente ! E mto difícil assumir Pq sempre achamos que trata-se apenas de um estress . Até antes de ler este post eu não sabia do que se travava achava que era apenas uma “mania” . Ru arranco a mto tempo já é arranco sempre aquém que estão pequenos ou super grosso. Obrigado Juliana , vou procurar um tratamento . Eu ja era sua fã ao ver suas dicas agora entao não tenho palavras para descrever a minha gratidão por abrir meus olhos e minha mente .

  15. Oi juh eu tenho esse problema a muito tempo, nem sei precisar o tempo exato,to pasma !! Não imaginei q fosse uma doença. Eu começo a puxar os fios grossos e não consigo parar fico horas puxando é mais forte q eu .MT obrigada pela matéria

  16. Nunca imaginei que isso pudesse ser uma doença rs. Agora que sei vou parar já! Ainda bem que no meu caso não chega a ser tão sério a ponto de causar calvice kkk
    Eu sei que não tem nada a ver com o assunto, mas eu tenho uma dúvida: a raiz do meu cabelo é lisa e as pontas cacheadas, mas a raiz da frente do cabelo é rebelde… Eu queria saber se há alguma solução pra isso porque as vezes eu amarro os cabelos para trás e fica aquela aparência horrivel de cabelo assanhado –‘ Eu testei o tratamento com leite e maizena, mas ele não funcionou pra essa parte do cabelo, infelizmente…

  17. Oi Júlia meu marido tem esse problema ele está careca já falo para ele q é uma doença mais insiste q não q só tira os fios grossos vou mostrar esse blog para ele .ah agora fica usando oeu shampoo da cresce pelo vê se pode… Beijao linda

  18. Oi ju!eu tinha o colesterol muito alto e faço controle,mas estou querendo tomar o pill food manipulado será que tem algum problema?estou com medo de comecar a tomar, por que inclusive minha ginecologista até trocou o meu anticoncepcional pois estáva me prejudicando. Por favor me ajude! Gosto muito do seu blog te sigo n o YouTube sou sua fã

  19. Eu desde pequena tinha essa mania, enrolava o cabelo nos dedos, ficava passando a unha e depois arrancava ele , minha mãe notou e me repreendia, pois eu estava ficando com cabelo ralo, ela chegou uma vez a me pegar dormindo com o dedo roxo de tanto enrolar o fio para arrancar.
    Com o tempo de tanto ela pedir para eu não fazer isso, e me repreender eu parei, mais algumas vezes até hoje me pego fazendo isso, e confesso que não sei explicar , mais é uma sensação de dorzinha com um alívio, e quando eu penso nisso, sinto vontade de enrolar o cabelo no dedo e puxar, mais eu mesma acabo me repreendendo e não faço isso, eu achava estranho mais não imaginava ser uma doença.

  20. Eu nai sabia que era uma doença.
    Faço isso desde de criança e realmente quando consigo tirar o fio imperfeito me sinto melhor.
    As vezes eu nao consigo tirar e ai nao consigo parar de pensar no fio.

Deixe um comentário